19 novembro, 2014

Hoje

Hoje o dia está tão bonito para deixar de ser.

03 novembro, 2014

É difícil voltar, mas o maquinista tem que trabalhar Não sei qual o impacto desta ausência mas sei que ainda está vivo a locomotiva continua a trabalhar devagar e o coração do pobre maquinista volta a pulsar

25 setembro, 2014

Sobre o eu de hoje

Não sei se mereço o título de escritor se não escrevo. Mas acho que escutei alguém dizer que não precisa escrever para ser um escritor, eu queria ter perguntado a esse alguém que absurdo é este e pedido uma explicação. Mas olhe para mim, estou sempre calado. Sou um pássaro mudo e um escritor que não escreve.

19 julho, 2014

Este versinho

Por que me trancas 
o rosto e o riso 
e assim me arrancas 
do paraíso

Por que não queres, 
deixando o alarme 
(ai, Deus: mulheres!), 
acarinhar-me

Por que cultivas 
as sem perfume 
e agressivas, 
flores do ciúme

Acaso ignoras 
que te amo tanto, 
todas as horas, 
já nem sei quanto 

Visto que em suma 
é todo teu, 
de mais nenhuma, 
o peito meu 

Anjo sem fé 
nas minhas juras, 
porque é que é 
que me angusturas

Minh'alma chove 
frio, tristinho. 
Não te comove 
este versinho?

Carlos  Drummond de Andrade

24 junho, 2014

Pássaros

Hoje, observando pássaros no céu,
Percebi que nunca vou voar...

Simples é a tristeza deste pobre pássaro sem asas.